sábado, 13 de julho de 2013

O Batismo com Espirito Santo (Parte V)


V - A Aceitação Universal

Todos os cristãos de todas as denominações, especialmente as verdadeiramente evangélicas, aceitam sem restrições a doutrina do batismo com o Espírito Santo. Concordam também sobre o fato de ser o Espírito Santo uma pessoa real, e não uma simples influência.
As dificuldades surgem no tocante à maneira como Jesus batiza com o Espírito Santo e aos sinais evidentes deste batismo.
Alguns o confundem com a regeneração ou o novo nascimento. Outros, como sendo o "batismo da alma com vista ao mundo dos mortos". Jesus falou de "um certo batismo" (Lc 12.50), e alguém entende que seja este.
Outros ainda acham que no momento da salvação a pessoa recebe automaticamente o batismo com o Espírito Santo. Talvez baseado nas palavras de Paulo, em 1 Coríntios 12.13: "Todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo".
Há inúmeras outras explicações que não se coadunam com o argumento principal das Escrituras, razão por que não as mencionamos aqui.
O batismo com o Espírito Santo é um poder especial que vem de Deus e enche todo o nosso ser. A esta ação divina, segue-se o que chamamos "transbordamento", quando a nossa língua é totalmente
dominada pelo poder de Deus e começamos a falar "noutras línguas, conforme o Espírito Santo" autoriza que falemos. Não um idioma nosso - a não ser que Deus, diante de necessidades prementes, assim o queira - mas sim uma língua totalmente espiritual. É glorioso!


Pr. Severino Pedro da Silva  
 
Artigo adaptado do livro A Existência e a Pessoa do Espírito Santo, publicado pela Editora CPAD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...