segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO (PARTE3)

Pecado contra o Espírito Santo: a Criatura sem Intercessor 

 

Vários aspectos, e todos eles com justificativas convincentes, demonstram ser a blasfêmia contra o Espírito Santo um pecado imperdoável:
• Pecando o homem contra Deus, Jesus intercederá por ele junto ao Pai: "Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo" (1 Jo 2.2). Na posição de Sumo Sacerdote, Jesus intercede perante Deus pelos "transgressores" e pelos "santos" (Is 53.12; Hb 7.25).
• Pecando o homem contra Jesus, o Espírito Santo intercederá por ele junto ao Filho de Deus (cf. Jo 16.8; Rm 8.26).
• Pecando o homem contra o Espírito Santo, quem intercederá por ele? Ninguém! Eis aí a razão por que tal criatura se torna réu de juízo eterno .
Era esta, sem dúvida, a advertência de Jesus a seus inimigos.
Entretanto, aquelas autoridades religiosas não entenderam. O "deus deste século" cegara os entendimentos daquela gente, e eles não puderam ver "a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus" (2 Cr 4.4).
Parece que tal conduta resulta de um processo de rebeldia contra Deus. Não se pode imaginar alguém agir assim sem conhecer os princípios que mostram se algo procede de Deus ou do príncipe
das trevas: "Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis" (Rm 1.19,20).
Pr. Severino Pedro da Silva 

Artigo adaptado do livro A Existência e a Pessoa do Espírito Santo, publicado pela Editora CPAD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...