sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

"ESSA CANÇÃO E PRA VOCÊ, DIABO!" - Por Ciro Sanches Zibordi


Alguns  pregadores  costumam  dizer,  no  início  de  suas  mensagens:  "Vou  pregar  nesta noite  para  abalar  o  Inferno".  Certos  cantores,  por  sua  vez,  antes  de  se  apresentarem, bradam:  "Vou  cantar para o  Inferno escutar! Enquanto isso, os irmãos digam  'aleluia' bem alto para o Diabo  ouvir". O que muitos "adoradores" da atualidade não sabem  é que o Inimigo está feliz com todo esse espaço que tem recebido nos cultos! 

Como os cultos são para Deus, e nós ficamos falando do Inimigo, este tem conseguido o seu  intento de roubar o tempo destinado para louvor ao Senhor Jesus. Mas o pior não é isso.
  vários  compositores  compondo  "para"  o  Diabo.  Por  que  entre  aspas?  Porque  tais composições não são para  glorificar o Maligno,  e sim para achincalhá-lo, tripudiando diante dele, pretensamente. De qualquer modo, Satanás agradece a preferência.

A canção "Mais que vencedor"    que ficou famosa depois de ter sido apresentada na data sabática de 7 de julho de 2007 (07/07/07), na praça da Apoteose, no Rio de Janeiro —  supera  todos os níveis de tolerância quanto a ter uma motivação erra da para compor um hino. Irritada com as afrontas que vinha recebendo de Satanás, a compositora dessa canção tomou uma decisão no mínimo estranha: "Eu compus, pela primeira vez, uma música para ele [o Diabo]. Eu fiz questão de falar, zombar e declarar que se ele pensa que eu vou parar, é melhor ele desistir. Maior é o que está em mim".

Parece triunfal xingar Satanás ou zombar dele. Mas isso nada tem a ver com louvor a Deus!  Principalmente  se  durante  a  "ministração  do  louvor"  for  apresentada  uma coreografia pela qual um ator no papel de Diabo roube a cena, chamando a atenção para si! Sim, foi isso o que aconteceu naquele apoteótico, mas lamentável megashow gospel. 

No  verdadeiro  louvor,  exaltamos  o  nome  do  Senhor,  bem  como  cantamos  as  suas misericórdias e os seus juízos.

Compor para    ou contra    Satanás é dar lugar a ele (Ef 4.27). E ele fica feliz com isso.  Aliás,  também  se  alegra  quando  o  chamamos  para  a  briga,  pois,  com  isso,  está conseguindo o  seu intento de nos desviar do nobre propósito de louvar a Deus por seus atos  poderosos.  Biblicamente,  o  nosso  Adversário  se  levanta  contra  nós  quando agradamos ao Senhor. Por isso, devemos resistir às suas investidas, firmes na fé (Tg 4.7; 1 Pe 5.8,9). Mas não confundamos resistência com provocação ou tripúdio (Jd 9).

Extraido do livro Erros Que os Adoradores Devem Evitar, Autor Ciro S. Zibordi, Editora CPAD.
Analisado e Postado Por: Rafael Willison
Deixe seu Comentário: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...